Segurança Pública

Editora: Núria Fabris Editora

Autor: Joe Tadashi Montenegro Satow

ISBN: 9788560520718

R$65,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 240

Encadernação: Brochura

Ano: 2011

Título: Segurança Pública

Editora:Núria Fabris Editora

Autor: Joe Tadashi Montenegro Satow

ISBN: 9788560520718

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 240

Encadernação: Brochura

Ano: 2011

- Cinco Dedos no Gatilho

RADIOGRAFIA DA CRISE E PROPOSTAS ESSENCIAIS

A Segurança Pública é um dos direitos fundamentais ao lado de outros bens e interesses como a vida, a liberdade, a igualdade e a propriedade.
O nosso país enfrenta uma onda crescente de criminalidade organizada. Em relação aos indivíduos, nos crimes patrimoniais violentos (chacinas, sequestros, roubos, etc.) e quanto ao Estado, nos delitos contra o patrimônio público, a probidade administrativa e outros ilícitos (fraudes em licitações, corrupção, tráfico de influência, etc).
Não existem programas adequados e permanentes de políticas públicas. A situação calamitosa dos serviços da segurança coletiva e gera a desesperança dos cidadãos vítimas da incompetência, corrupção ou indiferença. A sociedade está pagando por uma dívida não resgatada pelos sucessivos governos da União, dos Estados e Municípios. A Segurança Pública - gênero de primeira necessidade -tem sido descurada pelos administradores mais graduados que promovem o discurso político anunciando medidas que não acontecem e providências que não se realizam. Como enfrentar esse gravíssimo problema e reduzir os sentimentos de insegurança e anomia que afetam a cidadania que é um dos fundamentos da República?
Um dos caminhos para essa histórica missão é o exercício de uma consciência coletiva contra a corrupção, a violência e o crime. Para tanto, são fundamentais a informação, a reflexão e a ação.
Segurança Pública - Cinco dedos no gatilho, de Joe Tadashi Montenegro Satow, em linguagem clara, multiplicidade de dados, lucidez na radiografia da crise e algumas propostas de solução, é um valioso instrumento à disposição dos cidadãos de boa vontade e das autoridades responsáveis pela proteção da vida, integridade física e outros bens essenciais ao indivíduo e à comunidade.

René Ariel Dotti
Corredator dos projetos que se converteram na Lei nº 7.209 e 7.210, de 1984 (nova Parte Geral do CP e LEP) - Presidente da Comissão Nacional da OAB para defesa da República e da Cidadania - Medalha Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados (2007).

SUMÁRIO:
APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
A FORMA DE ORGANIZAÇÃO SOCIAL EM RELAÇÃO AO CRIME
0 fenômeno do crime - O povo está sendo escutado?
Uma sociedade sem repressão: é possível?

TEORIA E PRÁTICA
A intervenção penal do Estado na prática
em relação às alterações legislativas
Serviço social ou policial?
Raio X de uma operação (ou aquilo que os estudos não apontam):
o elemento humano - cansaço, fome e desânimo

AS INSTITUIÇÕES SOCIAIS DE COMBATE AO CRIME, APLICAÇÃO DE JUSTIÇA E SEUS PROBLEMAS
Da corrupção; das corregedorias
Das alterações na legislação
Das instituições- Polícia, MP, Justiça, sistema penitenciário
Da polícia
Da Justiça: o Poder Judiciário
Dos Advogados e da OAB

O QUE ESTÁ SENDO PROPOSTO COMO SOLUÇÃO
As modificações propostas. A Lei dos Juizados Especiais.
Direito Penal Mínimo. Outros Estudos
Outras propostas
Princípio da obrigatoriedade
Extensão do contraditório ao inquérito policial
O processo de investigação do Ministério Público (MP)
Forças Armadas na Segurança Pública
Conclusão

PENAS DE PRISÃO, SISTEMA PRISIONAL
Pena de prisão: um mal necessário? Podemos recuperar a todos?
Penas de prisão, penas alternativas e recuperação do egresso
Das penas e da falência do sistema prisional
Ainda sobre as penas de prisão: as razões que pesam contra
Penas de prisão: algumas considerações

DAS QUESTÕES INDIRETAS
Das questões não diretamente ligadas à segurança pública
Uma cultura de impunidade: justiça social X impunidade e
algumas considerações sobre a distribuição de renda no Brasil
Das decisões judiciais e da jurisprudência:
os tribunais legislando

GLOBALIZAÇÃO DO CRIME
Do crime organizado
A internacionalização do crime é patrocinada por nações "amigas"? .

ORGANIZAÇÃO DO ESTADO E DA SOCIEDADE X CRIME
Distribuição da riqueza, tributos e administração do Estado
Cultura, globalização, tecnologia e opção política da sociedade:
será que precisamos voltar às moedas de ferro?
O trabalho e o emprego
Da educação
Política e crime. Criminosos na política
Capitanias hereditárias - heranças do Brasil-Colônia
Da mídia

ESCUTANDO MUITOS LADOS
Opiniões

RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO
Do tráfico de drogas

O COMPORTAMENTO INDIVIDUAL
Quem poupa o lobo, mata a ovelha (bonis nocet, qui malis parcit)

CONCLUSÃO
UMA PALAVRA FINAL
REFERÊNCIAS
ANEXOS


Sobre o Autor

Joe Tadashi Montenegro Satow

É Delegado de Policia Federal desde 1996, exercendo suas atividades na Superintendência Regional no Estado do Rio de Janeiro. É discente do Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE/2010), da Escola Superior de Guerra (ESG).

Chefiou o atual Núcleo de Passaportes no Estado do Rio de Janeiro (NUPAS/DELEMIG), o Setor Operacional da Delegacia Institucional (DELINST/RJ), a Delegacia de Crimes Financeiros (DELEFIN/RJ), a Delegacia de Imigração (DELEMIG/RJ), e o Setor de Inteligência Policial (SIP/RJ). Antes de ser aprovado em concurso público para o cargo de Delegado da Policia Federal, o autor foi Detetive da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro e Técnico Judiciário Juramentado do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) e é pós-graduado em Direito e Processo Penal pela Universidade Candido Mendes.

Direito Administrativo

Direito Constitucional

Direito Econômico

Direito Penal

Direito Público

Núria Fabris Editora -> Núria Fabris Editora