Argumentação Processual - Como Articular Estrategicamente a Palavra em Juízo

Editora: Núria Fabris Editora

Autor: Marcelo Garcia da Cunha

ISBN: 9788560520589

R$46,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 136

Encadernação: Brochura

Ano: 2010

Título: Argumentação Processual - Como Articular Estrategicamente a Palavra em Juízo

Editora:Núria Fabris Editora

Autor: Marcelo Garcia da Cunha

ISBN: 9788560520589

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 136

Encadernação: Brochura

Ano: 2010

Levar o juiz a acolher a tese proposta para solucionar uma questão jurídica não é tarefa fácil, principalmente se considerarmos os limites formais impostos pelo procedimento que regra o litígio judicial.
A experiência demonstra que o raciocínio jurídico deve ser exposto de maneira estratégica, enfatizando os elementos que auxiliem o magistrado a formar a sua convicção.
Nesse contexto, o autor sustenta que a capacidade de bem argumentar nos permite realçar aspectos favoráveis e fragilizar as razões contrárias. Para expor uma ideia ou refutar uma afirmação, propõe o uso da técnica jurídica por meio do aprimoramento de habilidades argumentativas.
A obra incorpora a teoria e a prática da argumentação jurídica, tornando-se referência a estudantes e profissionais do Direito.

Capa - Santo Agostinho - Padroeiro do Direito


SUMÁRIO



NOTA DO AUTOR
INTRODUÇÃO
1. As características da argumentação jurídica
1.1 Expressando pensamentos
1.2 Por que precisamos argumentar
1.3 A finalidade da argumentação
1.4 Argumentação e manipulação
1.5 Argumentação e multiplicidade de respostas jurídicas
1.6 A decodifícação da mensagem jurídica
1.7 O silogismo jurídico
1.8 Matéria-prima da argumentação jurídica

2. Sutilezas da argumentação processual
2.1 A narração dos fatos como momento persuasivo
2.2 Evolução harmônica dos argumentos
2.3 Plano do discurso jurídico-processual
2.4 Atenção às especificidades dos argumentos
2.5 A técnica da transcrição
2.6 Uma exigência da vida moderna
2.7 A linguagem ornamental
2.8 A forma também é importante
2.9 Artífice das palavras
2.10 Não queime seu filme
2.11 Inoculação jurídica
2.12 A presença na argumentação

3. Os sujeitos da argumentação
3.1 Promotor de ideias
3.2 O auditório
3.3 Sintonia emocional
3.4 Saiba a quem você está falando
3.5 Valores, presunções e repertório cultural...
3.6 Acordos e desacordos

4. Figuras retóricas
4.1 Invocação à criatividade
4.2 Ironia
4.3 Perguntas sem respostas
4.4 Rima e trocadilho
4.5 Repetição
4.6 Metáfora
4.7 Fábula

5. Catálogo de argumentos
5.1 Um esclarecimento preliminar
5.2 Argumento de autoridade
5.3 Argumentos processuais
5.4 Argumento pela analogia
5.5 Argumento do córax
5.6 Argumento histórico
5.7 Argumento do desperdício
5.8 Argumento afortiori
5.9 Argumento a contrario
5.10 Argumentos a coherentia e sistemático
5.11 Argumento a completudine
5.12 Argumento pelo senso comum
5.13 Apelo à sensibilidade: a emoção como argumento
5.14 Argumentos pelo exemplo, modelo e antimodelo
5.15 Argumentos ad hominem e adpersonam
5.16 Argumentos da quantidade, qualidade e anterioridade ..
5.17 Desvendando intenções: o argumento psicológico
5.18 Argumento teleológico
5.19 Argumento apagógico

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

Sobre o Autor:

Marcelo Garcia da Cunha é graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e mestre em Direito pela mesma instituição. Possui vários artigos publicados em jornais e revistas jurídicas. É advogado e exerce suas atividades em Porto Alegre/RS.

Direito Processual Civil

Direito Processual do Trabalho

Direito Processual Penal

Introdução ao Direito -> Metodologia

Núria Fabris Editora -> Núria Fabris Editora