Do Ofício de Orador

Editora: Revan

Autor: Eros Roberto Grau

ISBN: 9788571106260

R$60,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 160

Encadernação: Brochura

Ano: 2006

Título: Do Ofício de Orador

Editora:Revan

Autor: Eros Roberto Grau

ISBN: 9788571106260

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 160

Encadernação: Brochura

Ano: 2006

2º edição
Quando alguém como Eros Grau atua nas correntezas das veias sociais, conteúdos éticos tornam-se voz, em exigência e possibilidade de ser ouvida por quem está além dos chumbos das grades, dos muros mentais, dos silêncios murados? Condenará a omissão de quem pode impedir o sofrimento dos desprotegidos? Justamente nessa queixa milenar situa-se Eros Grau: fluxo de extensões do conhecimento livremente captando o humano e a partir do fundante teorema ético de Terêncio, sou humano e nada do que seja humano julgo alheio a mim. E capaz de condensar tal humanidade em textos atentos ao miúdo do existir das pessoas pobres.
Então existe o jurista rompendo balizas legais para tornar-se valioso postulante (nas ruas das lutas práticas) de Dignidades e Liberdades, sentindo-se enquanto valores humanos em concreção de condutas. Jamais abstratos, pois estimados por pessoas encarnadas, mas condensadas nos esquemas econômicos ao amassamento e à mutilação de possibilidades.
Diante de ampla obra sistemática e de cada palestra-marco na América Latina, Europa e Estados Unidos, a tônica deve ser colocada na imediatidade de suas falas. Os discursos de Eros Grau, reunidos neste livro, descrevem impotências e distanciamentos do Direito-Lei, mas desvelam caminhos de superação, pois ferem dilemas ocultos nas circunstâncias e revelam, enquanto sistema de conceitos indutivamente construído, as utopias ainda realizáveis. E tudo com excepcional e emotiva beleza. Qual em espaço de Atenas, o singular Orador do IAB fala essencialmente humano: lutas pelo comprometimento ante Outrem, reconhecendo, com Marx, as necessidades humanas como caminhos de liberdade, direitos de pessoas coletivamente percebidas e nunca máquinas do poder Capital.
Esta edição de Do ofício de orador transmuda a linguagem do acontecimento em locução universal, porque objeto único e desdobrável em múltiplas extensões éticas de Direitos Humanos, Alteridades, Solidariedades, Empatias, Utopias, buscando o mesmo porto, sempre longe, que poderemos chamar de Justiça.
João Luiz Duboc Pinaud
Eros Roberto Grau é Ministro do Supremo Tribunal Federal. Doutor em Direito (1973) e Livre Docente (1977) pela Universidade de São Paulo, é Professor Titular da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Foi professor visitande da Université Paris I- Panthéon Sorbonne, França, (2003-2004) e da também francesa Université Montpellier I (1996-1998). Exerceu a advocacia até junho de 2004 e foi árbitro junto ao CCI - Cour Internationale d´Arbitrage, com sede em Paris. Também já publicou vários livros.

Direito Processual Civil

Direito Processual do Trabalho

Direito Processual Penal

Direitos Humanos

Ética no Direito

Filosofia