Fundo de Comércio - Avaliação de Capital e Ativo Intangível

Editora: Juruá

Autor: Antônio Lopes de Sá

ISBN: 9788536216959

R$98,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 348

Encadernação: Brochura

Ano: 2007

Título: Fundo de Comércio - Avaliação de Capital e Ativo Intangível

Editora:Juruá

Autor: Antônio Lopes de Sá

ISBN: 9788536216959

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 348

Encadernação: Brochura

Ano: 2007

Resenha:
O quanto vale uma participação societária, que haveres são possuídos por pessoas em uma empresa, são questões freqüentes que se levantam quer comercial, quer judicialmente.Falecimento de sócios, divórcios, litígio em sociedades, interesses comerciais, são motivos que levam à determinação de avaliações.
A questão exige o conhecimento técnico e científico que esta obra oferece ao leitor. Inédito é o tratamento do assunto sob a forma como aqui se apresenta, ou seja, com a apresentação da doutrina que sustenta a avaliação do fundo de comércio, relativa ao valor, ao lucro e ao risco. Oferece ainda como subsídio, matéria em cálculos estatísticos e aborda com simplicidade os aspectos práticos da questão.

CURRÍCULO DO AUTOR:
Antônio Lopes de Sá é Doutor em Ciências Contábeis pela Universidade do Brasil; Doutor H.C. em Letras pela Samuel Benjamin Thomas University, de Londres; Presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis de 1998 a 2004; Escritor, com 178 livros editados (no Brasil, Argentina, Portugal e Espanha) e mais de 13.000 artigos publicados (no Brasil, Argentina, Venezuela, Colômbia, Chile, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Itália etc.); Detentor da medalha de Ouro João Lira, a maior comenda outorgada pelo máximo órgão profissional no Brasil, o Conselho Federal de Contabilidade (dentre quase 400.000 profissionais só 6 possuem tal dignidade oficial); Detentor da Cruz de Honra da Sociedade Brasileira de Filosofia e Cultura e Ensino; 1º Vice-Presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis; Vice-Presidente da Academia Nacional de Economia; membro da Academia de Ciências Comerciais de Paris; membro da Academia Real de Ciências Econômicas e Financeiras da Espanha; Presidente de Honra do Centro de Estudos de História da Contabilidade de Portugal; membro do Instituto Internacional de Pesquisas de Nova Jersey, Estados Unidos; membro do Conselho Consultivo do Conselho Federal de Contabilidade; Contador Emérito dos Paises Andinos; Contador de Honra e Mérito de todas as Américas, diplomado pela Associação Interamericana de Contabilidade (que reúne todos os Países do Continente); Comendador da República, por decreto Presidencial; Presidente do VII e VIII Congresso Brasileiro de Contabilidade; Presidente do Seminário Latino de Cultural Contábil, do I ao VII; Detentor do prêmio de literatura cientifica outorgado pela revista Técnica Contable, de Madri, Espanha, recebido na Embaixada Brasileira com a presença de todos os Presidentes das maiores entidades espanholas da classe Contábil; Presidente do Conselho Científico da Revista JTCE, de Lisboa até 2004; membro do Conselho editorial da Revista Brasileira de Contabilidade, da Revista de Contabilidade do CRC do Rio Grande do Sul, da Revista da Fundação Álvares Penteado de São Paulo, da Revista Ibero-Americana de Contabilidade, da Revista Italiana de História da Contabilidade, da Revista de Contabilidade da Universidade do Chile, da Revista de Contabilidade da Associação dos Professores Universitários de Contabilidade da Espanha, da Revista Contabilidade e Informação da Universidade de Ijuí, do Conselho Editorial da Juruá; membro do Conselho Consultivo da Fundação Brasileira de Contabilidade; membro da comissão de normas contábeis do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, em 1980; Perito, Assessor e Consultor de importantes instituições e empresas como a Gerdau - AÇOMINAS, AMBEV, Transportes ATLAS, Comissão de Controle do Espaço Aéreo da Amazônia etc.; Detentor de mais de 250 dignidades por homenagens de Academias, Universidades, Centros de Cultura e Entidades oficiais nacionais e internacionais.
SUMÁRIO DA OBRA
1 VALOR EFETIVO DE CAPITAL PRÓPRIO E VALOR DE EMPRESA
1.1 Realidade do Valor do Empreendimento e Capital Próprio
1.2 Requerimento de Informes e Realidade Patrimonial
1.3 Razões Fundamentais do Conceito de Fundo de Comércio e Aspectos sobre o Valor de Capital
1.4 Conceitos Credenciados sobre o Fundo de Comércio
1.5 Fluxo do Lucro e Capitalização para Efeito de Cálculo
1.6 Elementos Computáveis na Determinação do Capital Atribuível ou Negociável
1.7 Especialidade Profissional nas Avaliações
1.8 Atualizações e Busca da Realidade Relativa do Capital
1.9 Novo Ativo e Ativo Novo
1.10 Obsolescência e Avaliação de "Aviamento"
1.11 Passivo Oculto e Avaliação
1.12 O Regime da Incerteza
1.13 Valor Imaterial da Empresa e Valor de Imobilização Técnica Imaterial
1.14 Confiabilidade do Superlucro Futuro
1.15 Intangível e Valor Potencial
1.16 Princípios e Fórmula Geral de Apuração de Valor de Empresa em Base Patrimonial
1.17 Bibliografia do Capítulo
2 DOUTRINA CIENTÍFICA CONTÁBIL DO LUCRO E DO VALOR
2.1 Patrimônio e Capital - Evolução Conceitual
2.2 Capital Global e Capital Próprio - Conceitos Distintos
2.3 Conceito Contábil de Lucro
2.4 Conceito Quantitativo de Lucro e Problema Monetário
2.5 Falsidade do Lucro Inflacionado
2.6 Tempo e Lucro
2.7 Lucro e Doutrina Neopatrimonialista do Espaço Patrimonial
2.8 Sistema e Subsistemas do Lucro: Técnica Operacional e Custo da Atividade
2.9 Proporcionalidade Eficaz e Lucro
2.10 Contingência, Obsolescência e Risco
2.11 Destino do Lucro
2.12 Lucro, Custo de Conveniência e Mercado
2.13 Potencialidade e Superlucro
2.14 Considerações Doutrinárias Complementares sobre Fatos Antinaturais no Patrimônio e Inexistência da Necessidade Efetiva
2.15 Fatores Básicos no Super-rédito e Perda de "A viamento"
2.16 Bibliografia do Capítulo
3 CONSIDERAÇÕES SOBRE AS VARIAÇÕES DO CAPITAL PRÓPRIO
3.1 Indagações sobre as Modificações do Capital
3.2 Prosperidade e Definhamento
3.3 Variação, Constância da Eficácia e Definhamento do Capital
3.4 Teoria do Equilíbrio eVariação do Capital
3.5 Metodologias, Doutrinas Científicas e Capital Próprio
3.6 As Variações do Capital no Conceito de D'áuria
3.7 A Essência da Visão Moderna sobre a Variação do Capital Próprio
3.8 Correção Monetaria e Capital Próprio
3.9 Variação por Força Ambiental
3.10 Bibliografia do Capítulo
4 ATIVO INTANGÍVEL E POTENCIALIDADE DOS CAPITAIS
4.1 Considerações Preliminares sobre os Intangíveis
4.2 Formação dos Valores Imateriais
4.3 Incerteza Quanto ao Valor dos Elementos Intangiveis
4.4 Potencialidade dos Elementos do Patrimônio e Evidência Contabil
4.5 Aspectos Científicos dos Componentes Imateriais do Capital
4.6 Negociação de Capital em Empresa e Intangíveis
4.7 Amortização da Maior Valia Imaterial
4.8 Aspectos Compulsórios e Intangíveis do Capital
4.9 Bibliografia do Capítulo
5 AVALIAÇÃO E REAVALIAÇÃO PARA FINS NEGOCIAIS E DE ATRIBUIÇÃO DO CAPITAL PRÓPRIO (ASPECTOS DA TEORIA CONTÁBIL DO VALOR)
5.1 Avaliação e Realidade
5.2 Agentes Modificadores e Alteração de Valor
5.3 Lucros Passados e Cálculo de "Avi amento"
5.4 Normatizações e ImposiçõesLegais sobre a Avaliação
5.5 Erros e Fraudes na Avaliação Originária
5.6 Disponibilidade Real
5.7 Qualidade e Valor dos Créditos
5.8 Particularidade da Norma na Avaliação dos Bens Destinados às Operações ou Vendas
5.9 Avaliação dos Bens de Rendimento e Riscos Pertinentes
5.10 Avaliação das Imobilizações Materiais e o Imperativo da Utilidade
5.11 Avaliação das Imobilizações Imateriais
5.12 Avaliação do Diferido e Observações Quanto a Utilidade
5.13 Avaliação do Passivo de Obrigação e Ajustes Pertinentes
5.14 Valor de Patrimônio Líquido Escriturado
5.15 Associadas, Filiadas e Avaliação do Capital Próprio
5.16 Bibliografia do Capítulo
6 "AVIAMENTO" (CONSIDERAÇÕES ESSENCIAIS, NORMATIVAS E CIENTÍFICAS CONTÁBEIS)
6.1 Conceito e Aspectos Essenciais do "A viamento"
6.2 Normalização Contábilsobre o "Avi amento"
6.3 Doutrina Contábil e o Normativo sobre o "A viamento"
6.4 Bibliografia do Capítulo
7 CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE O CÁLCULO DO VALOR DE "AVIAMENTO"
7.1 Multiplicidade de Fórmulas e Relatividade dos Aspectos no Valor de "Aviamen to"
7.2 Diversas Suposições na Determinação do "Aviamento"
7.3 Tempo do Superlucro no Cálculo do "Avi amento"
7.4 Espaço ou Ambiente Cultural Econômico e Social
7.5 Natureza Qualitativa do Lucro
7.6 Dinâmica do Capital e Potencialidade do Lucro
7.7 Renúncia e Ausência de "Aviam ento"
7.8 Risco e "A viamento"
7.9 Bibliografia do Capítulo
8 PROLEGÔMENOS DE UMA TEORIA DO RISCO
8.1 Considerações Preliminares
8.2 Pesquisas Empíricas e Óticas Científicas em Face do Risco
8.3 O Fenômeno do Risco Patrimonial e seu Teorema Fundamental
8.4 Teorema da Reincidência da Perda Defluente do Risco
8.5 Fatores Incógnitos em Relação à Ineficácia
8.6 Teorema do Risco da Temporalidade Funcional
8.7 Teorema da Espacialidade do Risco
8.8 Aspectos Qualitativos
8.9 Aspectos Quantitativos do Risco
8.10 Complexidade do Risco e Necessidade de Teoria Própria para o Sistema da Invulnerabilidade
8.11 Risco Assumido e Risco Transferido
8.12 Potencialidade do Risco
8.13 Capacidade de Pagamento e Risco
8.14 Lucros e Riscos
8.15 Equilíbrio Patrimonial e Risco
8.16 Risco, Vitalidade e Continuidade
8.17 Produtividade e Risco
8.18 Risco, Elasticidade e Prosperidade
8.19 Modelos de Invulnerabilidade e Fundos para Riscos
8.20 Bibliografia do Capítulo
9 INFORMAÇÃO CONTÁBIL, RISCOS E ATRIBUIÇÃO DO VALOR EFETIVO DO CAPITAL PRÓPRIO
9.1 Atividade Empresarial, Risco e "Avi amento"
9.2 Observações sobre os Fundos para Riscos e as Reservas
9.3 Ocultação de Riscos
9.4 Capital Permanente e Riscos Inerentes
9.5 Vocação do Capital Fixo e Risco
9.6 Bibliografia do Capítulo
10 GENERALIDADES SOBRE O CÁLCULO DE "AVIAMENTO" E FLUXO DE CAIXA
10.1 Aspectos Conceituais e Modelos de Fluxo de Caixa
10.2 Modelo de Demonstração dos Fluxos de Caixa
10.3 Divulgações Adicionais
10.4 Modelo de Demonstração dos Fluxos de Caixa
10.5 Considerações sobre as Funções Patrimoniais e os Fluxos de Caixa
10.6 Fluxo de Caixa Descontado e "Aviam ento"
10.7 Impropriedade Conceitual e Fluxo de Caixa Descontado no Caso de "Aviamen to"
10.8 Bibliografia do Capítulo
11 DOUTRINA E MODELOS DA PROSPERIDADE SOB A ÓTICA CONTÁBIL
11.1 Prosperidade e Projeção do Lucro
11.2 Evolução Metodológica Contábil e Prosperidade
11.3 Generalidade como Base Metodológica na Construção de Modelos Contábeis para a Prosperidade
11.4 Considerações Específicas sobre Modelos Contábeis Aplicados a Prosperidade
11.5 Razões entre a Necessidade e a Utilidade dos Elementos Patrimoniais
11.6 Aspectos Formais dos Modelos Teóricos Contábeis
11.7 Necessidades Empresariais e Visão Holistica do Patrimônio
11.8 Hierarquia das Necessidades
11.9 Relevância Funcional e Modelos Contábeis
11.10Bibliografia do Capítulo
12 VALOR DE CONHECIMENTO E "AVIAMENTO"
12.1 Capital Intelectual e "Aviam ento"
12.2 Evolução, Conhecimento e Patrimônio Intangível
12.3 Riqueza Patrimonial e Agentes Externos
12.4 Contabilidade dos Intangíveis e Evolução Social
12.5 Bases Racionais de uma Contabilidade Aplicada aos Fatores Intelectuais
12.6 Valores Intelectuais e Patrimoniais
12.7 Eficácia e Valor Intelectual
12.8 Axioma da Assimilação Funcional e Intangível
12.9 Definição de uma Contabilidade Aplicada às Imaterialidades Intelectuais
12.10Forças Humanas Intelectuais e Expressão dos Agregados Imateriais ao Capital
12.11Capital Legal e Capital Intelectual
12.12Lucro Como Fator de Avaliação do Fundo Imaterial de Negócios
12.13Levantamento Contabil das Forças Imateriais Intelectuais
12.14Considerações Circunstanciais e Adicionais
12.15Bibliografia do Capítulo
13 FUNDO DE COMÉRCIO IMATERIAL DAS SOCIEDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS
13.1 Valor Imaterial e Fonte Pessoal do Lucro
13.2 Conceito Geral e Casos Especiais de "A viamento"
13.3 Qualidade e Análise Moderna do "Aviamento" nas Empresas de Serviços
13.4 Risco da Perda da Vitalidade, "Aviamento" e Qualidade
13.5 Qualidade Subjetiva e Qualidade de Equipe
13.6 Conclusões sobre o "Aviamento" nas Prestadoras de Serviços Profissionais
13.7 Uma Alternativa Prática de Cálculo do "Aviamento"
13.8 Bibliografia do Capítulo
14 FUTURO DO CAPITAL, ASPECTOS DA DOUTRINA CIENTÍFICA DO RÉDITO E "ANTIAVIAMENTO"
14.1 O Axioma da Transformação e o Futuro do Capital
14.2 Hereditariedade dos Fenômenos Patrimoniais
14.3 O Lucro e a Legislação Brasileira
14.4 Fenômeno do Rédito e Ausência de "Avi amento"
14.5 Atividades Dependentes e Rédito Futuro
14.6 Risco da Dependência e "Antiavi amento"
14.7 Bibliografia do Capítulo
15 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A APURAÇÃO DE "AVIAMENTO"
15.1 Diversidade de Critérios e Inerência do Risco
15.2 Tratamento Prático do Valor de Capital de Negociação
15.3 Elementos de uma Fórmula Objetiva para o Cálculo de "Aviamento"
15.4 Bibliografia do Capítulo
16 PEQUENAS EMPRESAS E FUNDO DE COMÉRCIO
16.1 Conceitos sobre as Dimensões das Empresas
16.2 Participação econômica daPequena e Média Empresa
16.3 Prosperidade e Dimensão
16.4 Deficiência de Dados e Fundo de Comércio
16.5 Informalidade e Pequenas Empresas
16.6 Bibliografia do Capítulo
APÊNDICE
CÁLCULO DO LUCRO FUTURO

Contabilidade

Direito Civil -> Direito Civil

Direito Empresarial -> Direito Empresarial

Direito Público