Qual é o Jogo do Processo?

Editora: Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: L. A. Becker

ISBN: 9788575255971

R$140,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 568

Encadernação: Capa Dura

Ano: 2012

Título: Qual é o Jogo do Processo?

Editora:Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: L. A. Becker

ISBN: 9788575255971

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 568

Encadernação: Capa Dura

Ano: 2012

Participações Especiais:
Luiz Guilherme Marinoni - Professor Titular de Direito Processual Civil dos Cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado da Universidade Federal do Paraná, Mestre e Doutor em Direito Processual Civil pela Universidade Estatal de Milão e Visiting Scholar na Columbia University School of Law.

Maria Francisca Carneiro - Doutora em Direito pela Universidade Federal do Paraná, Pós-Doutora em Filosofia (Estética Analítica) pela Universidade de Lisboa.

Eliseu Raphael Venturi - Licenciado em Artes Visuais pela Faculdade de Artes do Paraná, Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Curitiba, Especialista em Direito Público pela Escola da Magistratura Federal do Paraná, Mestrando em Direito pela Universidade Federal do Paraná, Advogado.




Sumário
Prefácio
Alexandre Morais da Rosa

PARTE I -JOGOS DO PROCESSUAIS
O Dilema dos Litigantes: Processo Civil e Teoria dos Jogos
L. A. Becker
1. Abertura
1.1. Caso n° 1: processo penal
1.2. Caso n° 2: conflitos fundiários coletivos
1.3. Caso n° 3: execuções especiais de contratos bancários ..
1.4. Caso n° 4: questões tributárias
1.5. Caso n° 5: questões recursais
2. "J'Adoube"
3. Meio-jogo
3.1. O dilema dos litigantes
3.2. Excessos da litigância
3.3. Multa por insucesso recursal
3.4. Mandado de segurança
3.5. Custas processuais
3.6. Arbitragem judicial
4. Final
5. Referências bibliográficas

A Erosão do Sagrado Processual
L. A Becker
1. Processo e magia
1.1. A fórmula
1.2. O sacrificio
1.3. O rito
2. Processo e jogo
2.1. Agón: competição
2.2. Alea: sorte
2.3. Mimicry: simulacro
3. Processo e teatro
3.1. Interpretação dramática e judicial
3.2. Interpretação e repetição
3.3. Representação
3.4. Processo e tragédia
4. Co(r)tejo estrutural
4.1. Espaço
4.2. Tempo
4.3. Juízo
5. A suposta dessacralização do processo
6. Referências bibliográficas

Sobre a Incerteza e o Conteúdo Ético do Processo Civil L. A. Becker
1. A utopia da certeza no processo civil
2. A busca da verdade no processo civil
2.1. Vontade de verdade
2.2. Tortura em nome da verdade
2.3. O estelionato da verdade
3. O mito da segurança jurídica e a propriedade
3.1. A posição de Hobbes
3.2. A posição de Locke
3.3. A posição de Hume
3.4. A posição de Montesquieu
3.5. A posição de Adam Smith
3.6. Segurança, racionalização e calculabilidade
3.7. Segurança jurídica, direito e processo
4. A ética das Incertezas
5. A ética dromocrática
6. A ética do instrumento
7. O mito da lealdade processual
8. Para terminar
9. Referências bibliográficas

Efetividade e Processo Eletrônico
L. A. Becker
1. As demandas por efetividade
2. As respostas às demandas
3. As linhas temporais do processo
4. Outros elementos que atuam no tempo do processo
5. Digitalização dos meios técnicos do processo
6. Para finalizar
7. Referências bibliográficas

Introdução Crítica aos Procedimentos Especiais
L. A. Becker
1. Observações preliminares
2. Conceito de procedimento
2.1. Primeiro filtro: direito material
2.2. Segundo filtro: direito processual
2.3. Demandas e necessidades
3. Classificação dos procedimentos
3.1. Procedimentos codificados e não codificados
3.2. Procedimentos comuns e especiais
3.3. Procedimentos especiais de jurisdição contenciosa e voluntária
4. Rumo à despatrimonialização do processo civil
5. eferências bibliográficas

A Fantástica Fábrica de Sentenças: eficácia e perdão na
Justiça Capitalista de Willy Wonka
L. A. Becker
1. Aparente do aparente
2. Oculto do aparente
3. Aparente do oculto
3.1. Política e economia
3.2. Oompa-Loompas
3.3. Direito e justiça
3.4. Justiça infernal
4. Oculto do oculto
5. A fantástica fábrica de metáforas
6. Referências bibliográficas

PARTE II-DIÁLOGOS
Influência das Relações Pessoais Sobre a Advocacia e
o Processo Civil Brasileiros
Luiz Guilherme Marinoni e L. A. Becker
1. Apresentação
2. Burocracia e relações pessoais no Brasil
3. O "jeito"
4. A desigualdade no processo
5. Litigantes habituais
6. Litigantes eventuais
7. Crise de credibilidade
8. Referências bibliográficas

Notas Sobre a Simetria no Direito e no Processo
L. A. Becker, Maria Francisca Carneiro e Eliseu Raphael Venturi
Referências bibliográficas

Críticas ao Emprego da Lógica Polivalente no Direito Processual
Maria Francisca Carneiro e L. A. Becker
1. Lógica polivalente, many-valued e deviant systems
2. Processo, crítica e raciocínio jurídico
3. Algumas conclusões
4. Post-Scriptum
5. Referências bibliográficas

EPÍLOGO
Ao Jogar a Toalha
L. A. Becker

ÍNDICES
índice de Normas e Súmulas
Índice Onomástico

L. A. Becker é Mestre em direito pela Universidade Federal do Paraná. Autor de Execuções Especiais (Malheiros) e couautor de Elementos para uma teoria crítica do processo (Fabris)

Direito Constitucional

Direito Econômico

Direito Processual Civil

Direito Processual do Trabalho

Direito Processual Penal