O Direito entre Togas, Capas e Anéis

Editora: Núria Fabris Editora

Autor: Luisa de Marillac

ISBN: 9788560520343

R$55,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 176

Encadernação: Brochura

Ano: 2009

Título: O Direito entre Togas, Capas e Anéis

Editora:Núria Fabris Editora

Autor: Luisa de Marillac

ISBN: 9788560520343

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 176

Encadernação: Brochura

Ano: 2009

"O livro de Luísa de Marillac revela de saída, a subjetividade curiosa a que alude Paulo Freire para designar a intervenção inteligente na objetividade do mundo com a disposição rebelde para transformá-lo. Tal como Freire, Luisa procurar resgatar o Direito de seus rituais mistificantes - togas, capas e anéis -para engajá-lo numa pedagogia de autonomia, fazendo-se, por meio dele, sujeito de ocorrências.
Com efeito, o trabalho de Luisa de Marillac tem como ponto de partida, com apoio em autores como Paulo Freire e seu próprio orientador acadêmico Luis Alberto Warat, o intuito de impregnar o direito de força educadora para concretizar expectativas de inclusão social igualitária.
A autora nos propõe, assim, de forma metafórica, e com rara abertura epistemológica para articular formas de conhecimento (ciência, filosofia, literatura, música) uma trajetória -viagem - dialógica para repensar o Direito tendo como horizonte de destino a sua representação como prática emancipatória, isto é, o Direito como liberdade".

Prof. Dr. José Geraldo de Sousa Júnior



Extrato parcial da apresentação do Prof. Warat:

"Foi um prazer fora do comum orientar esta dissertação da Luisa. Poucas vezes tive o prazer de dialogar com uma mestranda de tanta sensibilidade, que tem uma rara virtude: o poder de articular equilibradamente o discurso tradicional com o sensível. Outro grande mérito de Marillac é o modo com que desarticula e estabelece os pontos de fuga das crenças normativistas, cristalizadas pela tradição dos juristas, mais preocupados em conservar a ortodoxia de seu discurso do que em apostar na percepção do novo. O grande deslocamento, a meu ver, passa por estabelecer as rupturas, os pontos de fuga, de uma concepção individualista, sempre aterrada à idéia de não abrir-se à alteridade. "

SUMÁRIO

Apresentação, com imenso carinho
I - O Mapa da Viagem
1 Algumas reflexões iniciais
2 Porque igualdade? Cisma e confissões
3 De um lado para o outro - um encontro com a educação.
4 Roteiro de Viagem

II - Arrumando as malas... Ou da igualdade na modernidade
1 Entendendo a modernidade
2 A igualdade no Iluminismo
3 Hobbes e uma igualdade mundana
4 Locke e uma igualdade desigualitária
5 Rousseau e a igualdade jurídica

III - Ponto de partida: quando o direito se impregna de educação
1 Joseph Jacotot e a igualdade que é posta antes
2 Uma trajetória dialógica para o direito com Paulo Freire
3 A questão da inclusão escolar

IV - Turbulências ideológicas - ciladas e desvios
1 Igualdade de esquerda X Diferença de direita
2 Que igualdade e que diferença?
V - Horizonte à vista
1 Diatribes de amor contra juristas sentados
2 Por uma dimensão pedagógica do direito

VI - De súbito, um (re)começo.

VII - ANEXO l.
l Crônica de uma igualdade anunciada.
Quem foi Joseph Jacotot?

VIII - ANEXO 2.
O mensageiro da liberdade - referências à vida e à obra de Paulo Freire

IX-ANEXO 3
O Amor no Banco dos Réus.
Referências.


Luisa de Marillac é Mestre em Direito pela UnB e Promotora de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios

Introdução ao Direito -> Filosofia do Direito

Introdução ao Direito -> Metodologia

Núria Fabris Editora -> Núria Fabris Editora