Direito Assemblear

Editora: Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Plínio Paulo Bing

ISBN: 9788575254264

R$45,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 110

Encadernação: Brochura

Ano: 2007

Título: Direito Assemblear

Editora:Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Plínio Paulo Bing

ISBN: 9788575254264

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 110

Encadernação: Brochura

Ano: 2007

Este trabalho representa um desafio que me foi proposto pelo editor Sergio Antonio Fabris, quando com este abordava como aspecto interessante e nem sempre explicitado em letras de forma o Direito Assemblear. No desenvolver dessa idéia, surgiram desdobramentos que penso serem interessantes abordar. No geral das vezes, quando surge a necessidade da realização de uma Assembléia/Reunião, ou seja, convocar todo o grande universo do quadro social, ocorre então a necessidade da realização de uma revisão rápida de premissas que regem a espécie. Tal busca nem sempre é metódica; sobrevêm esquecimentos de etapas, misturas dessas etapas, num vir e ir de correções, fruto de empirismos e intuições de cada um, gerando perdas de tempo e também confusões desnecessárias (quando não suspeitas por parte de quem as vê ou ouve), com desfechos nem sempre alvissareiros, quando alguém do plenário suscita uma questão de ordem para a interpretação de um dispositivo legal ou estatutário, para exigir sua aplicação, e o presidente tiver dúvida sobre o que decidir, por simplesmente estar despreparado. Dependendo do tempo disponivel para o evento, a importância e o interesse do mesmo, municiado com fundamentos fáticos, ora na oposição, ora na situação, também se deve estar bem informado do que pode acontecer ou vai acontecer, dai ser relevante conhecer a matéria e se já for conhecida, melhor, para aviventá-la, para uma boa performance, ou mesmo para um ataque ou defesa.
De qualquer sorte, em circunstâncias de alto nível, sempre se espera de um advogado e /ou administrador de empresa, ou ainda de um participante não habilitado profissionalmente, mas, cioso de seus interesses, dominar ou saber que existem regras assembleares, essas não difíceis de serem apreendidas, mas, em sobrevindo assembléias/reuniões só de tempos em tempos, o esquecimento dessas regras pode atrapalhar e trazer constrangimentos na presença de muitas pessoas, algumas gradas em saber e importância social, desapontando-as. O descortino tranqüilo e seguro do evoluir regular da assembléia é o objetivo deste trabalho. As nuances de uma assembléia realizada em uma sociedade mercantil/civil/profissional numa cooperativa ou em uma associação (clube), no grande espectro, são análogas; mesmo assim enfocamos detalhamentos peculiares de cada uma, por diferentes os enfoques psicológicos.

Outras Obras do Autor:
Sociedade Limitada,2006

Direito Civil -> Direito Civil

Direito Empresarial -> Direito Empresarial

Direito Notarial e Registral