Os Cidadãos Servos

Editora: Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Juan Ramón Capella

ISBN: 9788575258502

R$83,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 230

Encadernação: Brochura

Ano: 1998

Título: Os Cidadãos Servos

Editora:Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Juan Ramón Capella

ISBN: 9788575258502

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 230

Encadernação: Brochura

Ano: 1998

Autor Juan Ramón Capella - Professor Catedrático de Filosofia do Direito da Universidade de Barcelona, Espanha.
Tradução Lédio Andrade e Têmis Correia Soares
Prefácio José Eduardo Faria

ÍNDICE
PREFÁCIO
APRESENTAÇÃO
O TEMPO DO "PROGRESSO"
1. Introdução
1.1. Objetivo e perspectiva culturais
1.2. Cômputo, percepção e concepção do tempo
2. Concepções históricas do tempo
2.1. O tempo cíclico
2.2. O tempo lineal
2.2.1. O tempo lineal como tempo de espera
2.3. Buracos do tempo lineal: o tempo de Messias
3.0 tempo acelerado do "progresso"
3.1. Os traços genéricos da concepção moderna do tempo
3.2. Excurso: O tempo de "antes da Revolução"
3.3. Uma cesura no tempo do progresso: exacerbação e crise
4. A percepção social da mudança no "progresso
4.1.O passado
4.2.O futuro
4.3.O presente
4.3.1. O presente transitório
4.3.2. Conteúdo do presente progressista
4.3.3. Antiutopia do presente
A AÇÃO NO LABIRINTO
1. Desencantamento eurocêntrico da ética
2. Condições de realizabilidade da ética contemporânea
3. A aldeia global da ética
4. Um problema-modelo: Brasil
5. Projeto moral e compromisso político
A VOLTA À NATUREZA
1. Imagens da Natureza
2. A anamnese do "urbanita" possessivo
3. A prospecção científica
4,0 grande, o pequeno, o duro e o mole
5.0 reino das utopias realizáveis
6.Deus dá narizes a quem não tem lenço
7. O reencontro do vínculo social
II
LIMITES DA DEMOCRATIZAÇÃO CAPITALISTA
1. Introdução
2. Capitalismo e igualdade jurídica privada
3. Fatores débeis de democratização no capitalismo
4. Estado e legitimação
5. Igualdade política no capitalismo
6.0 limite da socialização capitalista
7.0 "defeito de construção" da sociedade capitalista
7.1. Delineamento
7.1.1. Um excurso: Valor e mais-valia
8.0 "defeito de construção" da sociedade capitalista
8.1. Continuação
TRANSFORMAÇÕES DO ESTADO CONTEMPORÂNEO
1. A crise do "Estado de Bem-estar"
1.1. As bases do "Estado de Bem-estar"
1.2. Os limites e a crise
2. Estado e privatização
2.1. Introdução: o aspecto ideológico
2.2. Privatização e exploração: um universo com peculiaridades novas
2.3. As funções do Estado na privatização permanente
3.0 poder político na mundialização do capitalismo
3.1. Permeabilidade da soberania
3.2. Limitações à "soberania popular"
4. Mudanças no modo de domínio político
5. Crise do processo de democratização
5.1. Involução da democratização capitalista
5.2. Conquista de direitos ou conquista de poderes sociais
6. Emancipação social e democratização do sistema político
UMA VISITA AO CONCEITO DE SOBERANIA
1.0 mal-estar na cultura política atual
2.0 soberano popular
3. A cidadania e o reaparecimento das diferenças
4. A soberania juramentada
OS CIDADÃOS SERVOS
CAPÍTULO III
LER O MANIFESTO COMUNISTA HOJE
1.Introdução
1.1. O"núcleo" do Manifesto
1.2. Fundamento e superestrutura
1.3. O papel dos fatores superestruturais
1.4. A "base" hoje: uma correção ecológica ao Manifesto
1.5. Exploradores e explorados: nossa história
1.6. Exploração e mais-valia
1.7. O "produtivismo" do Manifesto comunista e seu "núcleo moral"
2. A sociedade capitalista
2.1. Evolução da sociedade capitalista
2.1.1. O conceito de classe
2.1.2. As duas classes únicas
2.2. As classes trabalhadoras no capitalismo
2.2.1. Os trabalhadores como sujeitos da história
2.2.2. A competição dos trabalhadores entre si
2.2.3. Os trabalhadores: nada a perder
2.2.4. A formação política dos trabalhadores
2.2.5. Violência revolucionária
2.3. Outras questões
2.3.1. O sexismo
2.3.2. Internacionalismo
2.3.3. Um mundo a ganhar
OUTRA MANEIRA DE FAZER POLÍTICA
1. Uma tarefa em perspectiva
2. Profissionalização política ou trabalho político voluntário
3. Organização de quadros ou articulação de massas
4. Militantes ou trabalhadores voluntários
5.Domínio ou hegemonia
6. Combate parlamentário ou luta social
7. Política e empresas
8. Unitarismo ou federalismo
9. Movimento programaticarnente fechado ou movimento aberto
10. Democracia interna
11. Ajuda estatal ou autonomia
O "ORGÂNICO" E O "INSTITUCIONAL" NA AÇÃO COLETIVA
EMANCIPATÓRIA
1.0 partido emancipatório "orgânico" na Espanha
2. Babelização
3.0 déficit institucional como problema
4.Formas de institucionalização
5.0 "modelo dual", utopia realizável

Direito Constitucional

Direito Econômico

Direitos Humanos

Ética no Direito

História

Introdução ao Direito -> Filosofia do Direito

Religião

Traduções safE