A Justiça como Equidade em John Rawls

Editora: Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Josué Emílio Möller

ISBN: 9788575253549

R$46,00
ADICIONAR AO CARRINHO

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 111

Encadernação: Brochura

Ano: 2006

Título: A Justiça como Equidade em John Rawls

Editora:Sergio Antonio Fabris Editor

Autor: Josué Emílio Möller

ISBN: 9788575253549

Disponibilidade: Pronta Entrega

Nº de Páginas: 111

Encadernação: Brochura

Ano: 2006

SUMÁRIO:
Apresentação
Prefácio
Introdução
1. Questões preliminares
1.1. Uma alternativa ao utilitarismo
1.2. Uma proposta liberal-igualitária.
2. O contrato hipotético e a sua função
2.1. Breves considerações sobre as teorias contratuais clássicas
2.1.1. O contratualismo de Thomas Hobbes
2.1.2. O contratualismo de John Locke
2.1.3. O contratualismo de Jean-Jacques Rousseau
2.1.4. O contratualismo de Immanuel Kant
2.2. A teoria contratualista em John Rawls
2.2.1. A restrição imposta pelo véu da ignorância
2.2.2. A conceituação normativa de pessoa
2.2.3. A instituição de uma lista de bens básicos (primários).
2.2.4. O reconhecimento prévio de princípios da escolha racional
3. Exposição dos Princípios de Justiça
3.1. O primeiro princípio de justiça (igualdade de tratamento)
3.1.1. A garantia das liberdades fundamentais
3.1.2. A compatibilização das liberdades fundamentais
3.2. O segundo princípio de justiça (reconhecimento das desigualdades sociais e econômicas)
3.2.1. O princípio da igualdade eqüitativa de oportunidades
3.2.2. O princípio da diferença (estratégia maximin)
4. A justificação da concepção política de justiça
4.1. Uma visão geral do procedimento rawlsiano
4.2. O método do equilíbrio reflexivo e o consenso sobreposto
4.3. O sistema eqüitativo de cooperação social
4.3.1. A ideia de razão pública (razoabilidade dos argumentos e convicções)
4.3.2. A ideia de reciprocidade
4.3.3. A ideia de vantagem racional (bem).
4.4. O sistema de justiça procedimental pura e os estágios de reconhecimento da concepção política de justiça na organização social
4.5. Instituições democráticas justas, estabilidade social e desobediência civil
Considerações finais
Referências bibliográficas.

JOSUÉ EMÍLIO MÕLLER
Doutorando em Sistemas Jurídicos e Político-Sociais Comparados pela Università degli Studi di Lecce - UNILE/Itália.
Pesquisador-Bolsista com apoio do Programa de Bolsas de Alto Nível da União Européia para a América Latina - ALBAN
Mestre e Bacharel cm Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS/Brasil. Advogado.

Direito Civil -> Direito Civil

Direito Econômico

Filosofia

Introdução ao Direito -> Filosofia do Direito

Sociologia